Inicio / Piadas / 25 Piadas de Caipiras

25 Piadas de Caipiras

piada_de_caipira

01
Caipira confessou com o padre e este, após ouvir todos os pecados, disse ao caipira: – Meu filho, agora você se arrepende dos pecados e faz o pelo-sinal. Você e sabe fazer o pelo-sinal, não sabe, meu filho? – Ô Seu padre, sabe as palavra eu sei, só num sei espaiá elas na cara.

02
Dois caipiras chegam na capital. tavam morrendo de fome e entram num restaurante chique. Não sabendo o que pedir, resolvem imitar o rico que estava na mesa ao lado. O rico da mesa pede uma entrada, os dois caipiras: – garçom, pra nois também… – o rico pede um prato lá todo especial, os dois caipiras: – garçom, pra nois também… – o rico resolve repetir o prato, os dois caipiras: – garçom, pra nois também…- Vai indo assim e os caipiras ainda tão morrendo de fome. O rico termina e diz ao garçom: poderia arrumar-me um engraxate? Os dois caipiras: – garçom, pra nois também… – o rico ouvindo isto diz aos caipiras: – olhe, meus amigos, eu creio que um engraxate dá para nos três… – Os caipiras imediatamente: – Não senhor !! o senhor come o seu que a gente come o nosso!!!

03
O capiau, muito do pão-duro, recebe a visita de um amigo. A certa altura da conversa o amigo pergunta: – Se você tivesse seis fazendas, você me dava uma? – Claro, uai! – respondeu o mineiro. – Se você tivesse seis automóveis, você me dava um? – Claro que sim! – E se você tivesse seis camisas, você me dava uma? – Não! – Porque não! – Porque eu tenho seis camisas!

04
O sujeito chegou naquela cidade e ficou sabendo que o José queria vender um burrinho. Achando o bichinho muito simpático, ele perguntou: – Qual é o nome dele? – Num sei, não… – Como não sabe? O bicho não é seu? E o caipira: – Só qui eu num sei qual é o nome dele… eu chamo ele de Zeca, sô.

05
Um caipira foi visitar o compadre e tendo intimidade, entrou na casa sem bater. O compadre estava sentado num sofá assistindo televisão. O caipira então cumprimenta : Oi cumpadre, firme? O compadre responde: Nada sô, futebor…

06
O Piauiense foi ao Rio tentar a vida. Desavisado, entrou na linha férrea e foi andando, ate ser atropelado por um trem. Foi parar no hospital, foi tratado e recebeu alta. Só que ficou um pouco traumatizado com o ocorrido.Acabou preso num Shopping Center, acusado de destruir um Ferrorama, enquanto berrava: – Essa desgraça a gente tem que matar de pequeno!

07
O paulista em Minas, na hora do almoço se sentiu ofendido porque lhe serviram ao lado de outros pratos, abóbora cozida. Chamou o garçom e bateu forte: – ó mineiro, lá em São Paulo quem come isto aqui é porco. E o mineirinho não pestanejou: – Aqui também!

08
Mané diz ao Tião: -Compre 50 caixas de batata doce e 10 de gingibre para a festa de São João. Tião pergunta: -Porque você esta comprando tanta batata doce?? Mané: -é porque vamos economizar na compra de rojões!!

09
O mesmo cliente convida a moça a deixar essa vida: – Let’s get married! You love me and I love you! – No, no, no! Cada um lava o seu!

10
Baiano tem a cabeça chata porque, desde pequenino, o pai bate na sua cabeça e diz: – Quando cresceres, iras para S. Paulo, meu filho!

11
O mineirinho entra num boteco, e vê anunciando acima do balcão. Pão de queijo……2,00 Sanduiche de galinha3,00 Punheta…………10,00 Checando na carteira para nao passar vergonha, ele vai até o balcão e chama uma das três garotas, que estão servindo bebidas nas mesas (uma morena linda de babar). – Por favor. – Sim? -pergunta ela com um sorriso lindo. – Em que posso ajudar? E ele pergunta: – É ocê que toca as punhetas? – Sou – responde a mulher com uma voz sexy. O mineirinho entao retruca: – Então, ocê lava bem as mão, que eu quero um pão de queijo.

12
O cliente (americano) convida a moça a repetir: ‘Once more!’ E a moça responde: ‘Uai, sô! Eu mor em Pyrcicaba!’

13
Um dia o mineiro resolveu pescar sozinho que já tava de saco cheio de gente em volta dele. Vara na mão, lata de minhoca e lá vai ele pro rio, bem cedinho. No caminho ele encontra um caboclinho que começa a acompanha-lo.E o mineiro já pensando:ô saco, será que esse caboclinho vai ficar grudado ni mim?! Chegaram no rio e o caboclinho do lado sem falar nada. O mineiro se arruma todo, começa a pescar e também não fala nada. Passam 3 horas e o caboclinho acocorado olhando sem dar um pio. Passam 6 horas e o caboclinho só zoiando… Já no finalzinho do dia o mineiro ficou com pena e oferecendo a vara pro caboclinho disse: – O mininim, qué pescá um cadim? E o caboclinho responde: – Deus me livre moco, tem paciença não, sô!

14
O amigo fala: – Ó Zé sua muié tá te traindo com Arcides. – Magina! Ela não me trai não. Cê tá enganado. – Oia Zé toda vez que ocê sai prá trabaiá o Arcides vai prá sua casa. Indignado com que o amigo diz, o Zé finge que sai de casase esconde dentro do guarda roupa.Passando umas horas, quem bate na porta? O Arcides. O Zé fica olhando pela porta do guarda roupa que está entreaberta e logo vê: Sua muiê leva o Arcides para dentro do quarto e começa a sacanagem: tira blusa e os peito cai, tira a calcinha e a barriga cai. E lá de dentro do guarda roupa o Zé põe as mãos no rosto e diz: – Ai, meu Deus! Que vergonha do Arcides!!!

15
Um cara vinha andando na estrada, quando passa pela frente uma galinha, ele para imediatamente o carro e pensa logo no frango assado, só que ele vai pegar a galinha mas não alcança ela sai correndo, ele pega o carro e sai na captura da galinha, droga mas já estou a 60 por hora, e agalinha ia cada vez mais rápida, o cara foi a 80, 100, 120, 140, 160 e nada dai a galinha entra num sitio e o cara atras. Chegando lá encontra um rapaz e lhe pergunta: – Você viu uma galinha correndo passando por aqui? – Vi e essa galinha é minha por que? – O Senhor não vende esta galinha? – Não porque essa galinha tem quatro pernas. – Por isso mesmo tenho quatro filhos, e eles só comem a coxa mesmo. – Não porque não vendo, não dá, não adianta. O cara insistiu, insistiu, o homem disse: – Tudo bem, são R$ 20,00. – o cara pagou e perguntou: – cadê a galinha. – o homem disse: – Taí oh, se você conseguir pega-la …

16
O Edmilson tinha uma criação de porcos. Certo dia o fiscal (F) foi ver como estavam as coisas e perguntou ao Edmilson(E): (F) Como você alimenta seus porcos? (E) Eu os alimento com lavagem! (F) Mas rapaz! Como é que você faz isso com os bichinhos? Vou multa-lo em cem reais! O Edmilson ficou irado. Um mês depois retornou para verificar de novo a situação: (F) E então, rapaz, está alimentando seus porcos de maneira diferente? (E) Já, agora estou dando caviar, ostras, etc… (F) Com tanta gente passando fome???Vou multa-lo em cem reais! No mês seguinte o fiscal volta e o edmilson já revoltado pensa: Dessa vez ele não me pega! (F)E aí, garoto! Como você está alimentando os seus porcos? (E)Olha, agora eu tõ dando dez reais pra eles e eles comem aonde eles quiserem!

17
Um cearense vai ao médico depois de ter estado doente um tempão. O médico, depois de um exame detalhado, olha o paciente nos olhos e diz: * Tenho más notícias… Você está com câncer e não tem cura. Eu lhe dou de duas a quatro semanas de vida. O cearense, chocado e triste,mas de índole forte, recupera-se rapidamente e saido consultório. Na sala de espera, ele encontra seu filho, que o estava aguardando. * Filho, – diz o pai – nós, do Ceará, fazemos piada e comemoramos quando as coisas estão boas, mas também quando não estão. Estou com câncer e tenho pouco tempo de vida. Vamos ao bar tomar umas cervejas. Depois de alguns copos, eles estão mais alegres um pouco. Vêm as risadas, as gargalhadas, e mais cerveja. Uns amigos chegam e perguntam o motivo daquela alegria toda.O cearense repete a história da comemoração, dizendo que está com Aids. Os amigos ficam consternados, e acabam tomando cerveja também. Num momento em que está perto do doente, o filho diz ao ouvido dele: * Paizim! Você disse pra mim que estava com câncer, mas para eles você disse que está com Aids. O cearense olha discretamente em volta antes de responder baixinho: * Eu estou com câncer mesmo, filho… Eu só não quero é esse pessoal comendo a tua mãe depois que eu morrer.’

18
O gerente de vendas recebeu o seguinte fax de um dos seus novos vendedores: ‘Seo Gomis o criente de Belzonte pidiu mais cuatrucenta pessa. Faz favor toma as providenssa, Abrasso, Nirso.’ Aproximadamente uma hora depois, recebeu outro: ‘Seo Gomis, os relatório di venda vai xega atrazado proque to fexando umas venda. Temo que manda treis miu pessa. Amanhã tô xegando. Abrasso, Nirso.’ No dia seguinte: ‘Seo Gomis, num xeguei pucausa de que vendi maiz deis miu em Beraba. To indo pra Brazilha. Abrasso, Nirso.’ No outro: ‘Seo Gomis, Brazilha fexo 20 miu. Vo pra Frolinoplis e de lá pra Sum Paulo no vinhão das cete hora. Abrasso, Nirso’. E assim foi o mês inteiro. O gerente, muito preocupado com a imagem daempresa, levou ao presidente as mensagens que recebeu do vendedor. O presidente, um homem muito preocupado com o desenvolvimento da empresa e com a cultura dos funcionários, escutou atentamente o gerente e disse: – Deixa comigo, que eu tomarei as providências necessárias. E tomou. Redigiu de próprio punho um aviso e afixou no mural da empresa, juntamente com as mensagens de fax do vendedor: ‘A parti de oje nois tudo vamo fazê feito o Nirso. Si priocupá menos em iscrevê serto, mod vendê maiz. Acinado, O Prizidenti.’

19
Um garotão vinha passando pela praça, quando viu um velhinho de cócoras, atras da moita, gemendo que dava dó. -o que tá havendo aí vovô? -ai, meu filho!…dói muito quando tento me levantar…estava aqui fazendo um cocôzinho tão bom, mas agora dói muito quando tento me levantar…ai…ai Intrigado ,o rapaz resolveu ver o que estava acontecendo. Deu um volta ao redor do velhinho, olhou atentamente e falou: -o senhor não tem nada, vovô…só tem é que tirar o calcanhar de cima do saco quando for levantar.

20
O homem ia levando a sua vaca adoentada ao veterinário, quando foi atalhado pelo compadre: – Gastar dinheiro pra que, homem? Sou teu amigo e tenho uma beberagem lá em casa, feita por mim, que amanhã tua vaca já está boa… O homem da vaca confiou, voltou, pegou a garrafada e deu ao seu único patrimônio. No outro dia a vaca amanheceu morta.Passados alguns dias, encontra o compadre que vai logo perguntando: – E ai, compadre, como vai a vaquinha? Informado de que a vaca morrera no outro dia após a beberagem, ele não perdeu o rebolado e arrematou: – Mas uma coisa eu lhe garanto, compadre: ela morreu com uma melhora boa…

21
Chegou um metido a valentão em uma cidade do interior de Minas. Assim que chegou, foi para o bar e, entrando, foi dizendo a todos: – AQUI DENTRO NAO TEM MACHO! – Esperou uma resposta e, com mais ênfase ainda, completou: – EU DISSE QUE AQUI DENTRO NAO TEM MACHO! – Todos continuaram em silencio. Não satisfeito, pegou um caipira no balcão e disse: – VOCE NAO ME OUVIU? EU ACABEI DE DIZER QUE AQUI DENTRO NAO TEM MACHO… – O caipira, tranqüilo, respondeu calmamente: – REALMENTE NAO TEM MESMO, OS QUE APARECEM NOS MATA TUDO….
O Goiano foi a Brasília e lá como não tem esquina, resolveu atravessar uma daquelas monumentais avenidas. Ai vem um Porshe em alta velocidade quase atropela o pobre coitado, para a 100 metros adiante, e um Deputado grita lá de dentro: – Goiano, filho da pu*a, não enxerga… O Goiano assustado por ter quase sido atropelado, ficou mais assustado ainda, pensando como o filho de uma Madame de Bordel tinha adivinhado que ele era Goiano, terá sido pelas roupas? Assim, foi a uma das lojas mais caras de Brasília, comprou um terno Armani, óculos Ray-ban legítimo, Valise, pulseira de ouro, Rolex, etc… Sentiu-se, enfim, extremamente sofisticado. Voltou para o mesmo ponto e foi atravessar a rua. Veio, então, o mesmo Porsche, quase o atropela, para a 100 metros, e o Deputado grita: – Paulista, filho da pu*a, ate parece Goiano…

22
Mineiro observando o engenheiro com o teodolito. -Dotor, pra que serve esse treco ai’ ? -é que vamos passar uma estrada por aqui. estou fazendo as medições. -E precisa desse negocio pra fazê a estrada? -sim, precisa. por que, vocês não usam isso pra fazer estradas não? -ah não home. aqui quando a gente qué fazê uma estrada, a gente sorta um burro e vai seguindo ele. por onde o bicho passá, é o mió caminho pra se faze a estrada… -ahh, que interessante, respondeu o engenheiro. e se vocês não tiverem o burro? -bem, dai a gente chama us engenhero…

23
O fazendeiro estava pagando trezentos reais pra quem conseguisse pegar a onça que tava comendo os bezerros da fazenda. Apresentou-se um compadre pobre e foi se oferecendo pro serviço. Magrinho, sandália japonesa, chapéu de palha, lá foi ele fazenda a dentro. Certa hora deu de cara com a pintada. Danou-se a correr, e a onça atras. O fazendeirão tava sentado na varanda quando o compadre pobre chegou correndo e perseguido pelo felino. Por sorte, na hora que a onça deu o bote, ele tropeçou numa pedra e caiu. A onça voou por cima e caiu no terreiro, bem em frente a porta do fazendeiro. Ai o caçador de onça gritou: – Segura essa ai, compadre, que eu vou buscar outra!

24
Num belo dia de sol um caipira caminhava carregando uma vaca já cansado de caminhar no Sol, quando de repente um ricaço com um carraço parou o carro e disse: -Entra ai, e amarra a vaca no pára-choque. – pensando em tirar uma da cara do mineiro – Te dou uma carona! O caipira achou estranho mas entrou no carro e amarrou a vaca bem forte. Já que estava morrendo de suor e cansaço. O ricão estava andando a 50km por hora para ver se a vaca cansava, e nada. Vendo que a vaca não fazia sinal nenhum de casaco começou a ir a 80 por hora E foi a 100 por hora e nada da vaca desmaiar de canseira…Foi a 120 por hora, e ai sim a vaca pois a língua pra fora. O rico falou: -Sua vaca tem uma ótima resistência, só agora q ela se cansou e olha que eu estou a 120km por hora, hein! Ai o mineiro falou: -Ela e ansim de tanto nos caminha nesse sorzão, todo santio dia! Mas tem uma coisa qui o sinhô tá errado, ela aindia não canso não! -Mas ela esta com a língua de fora! -Qui nada ela só tá fazendo sinar que vai ultrapassa ocê!

25
Um mineirinho com sérios problemas financeiros vendeu uma mula para outro fazendeiro também mineiro por R$ 100,00, que concordou em receber a mula e nodia seguinte. Entretanto, no dia seguinte ele chegou e disse: – Cumpadi, cê me discurpa mais a mula morreu. – Morreu? – Morreu. – Intão me devorve o dinheiro. – Ih… já gastei. – Tudo? – Tudin. – Intão me traiz a mula. – Morta? – É, uai, ela num morreu? – Morreu. Mais qui cê vai fazê com uma mula morta? – Vou rifá? – Rifá? – É, uai! – A mula morta? Quem vai querê? – É só num falá qui ela morreu. – Intão tá intão. Um mês depois os dois se encontram e o fazendeiro que vendeu a mula pergunta: – Ô Cumpadi, e a mula morta? – Rifei. Vendi 500 biete a 2 real cada. Faturei 998 real. – Eita! I ninguém recramô? – Só o homi qui ganhô. – E o que o cê feiz? – Devorvi os R$ 2,00 real pra ele.

Você pode gostar!

namorada-vs-namorado

Batalha de rap: Namorado Vs Namorada

Confira a nova batalha de rap do canal Galo Frito preparou para o dia dos …