Inicio / Literatura / Teoria do MEDO (#6)

Teoria do MEDO (#6)

O maior dos medos é o medo de deixar-se amar

Quando chegamos a perceber que o maior dos medos é o medo de deixar-nos amar estamos iniciando o verdadeiro processo de libertação. Felizes de nós! Não são poucas as pessoas que têm esse tipo de medo. Podemos reconhecê-las logo, basta começarem a dizer “Não quero me envolver neste momento”; ou “Sei que você me ama, mas não me sinto preparado…” Lembre-se de quantas vezes você ouviu ou disse isso.
Receber amor não requer preparação, tampouco tem momento apropriado. Receber amor é uma dádiva imensa, que nunca deveria ser desprezada ou temida. Quando ainda temos medo de receber gratuitamente o dom do amor do outro, no fundo, ainda estamos apegados a nós mesmos e temos medo do compromisso de retribuir. Temos medo, também, dos problemas que poderemos enfrentar em nome desse amor. Só quando recebemos gratuitamente o dom do outro, estamos abertos para o amor de Deus, o Outro que nos faz ser.
A verdadeira maturidade no amor começa quando não temos medo de ser amados.

O segredo de doar-se

Felizes somos quando superamos o medo de receber o amor do outro com gratidão. Só então estamos abertos para doar o nosso amor. É esplêndido o amor que se doa; ele nasce de uma corrente de gratidão, do amor recebido.
O amor lança fora todo o temor e abre caminhos para novos amores, novas sementes de vida.
É bem verdade que é mais fácil dar que receber, mais também é verdade que só acontece um autêntico dar quando aprendemos a receber. Tudo parte de Deus, é só podemos dar depois que dele recebemos.

Senhor,
concedei-nos a graça de amar
sem limites ou medos
para que possamos conhecer
a verdadeira liberdade.

Você pode gostar!

historia-homem-aranha

A verdadeira História do Homem-Aranha

Conheça Peter Parker, um jovem que foi picado por uma aranha radioativa e logo após …