Inicio / Texto / 100 Coisas para fazer antes de morrer

100 Coisas para fazer antes de morrer

coisas-para-fazer

A vida requer contrastes. Entre claro e escuro, calor e frio, bonança e ralação, velocidade e inércia, alegria e sofrimento. De preferência sem ingestão de Prozac, para que possa ser sentida em toda a sua plenitude. A vida sem esse jogo apodrece feito água parada. Sobre isso escreveu o poeta Francisco Otaviano: “Quem passou pela vida em branca nuvem. E em plácido repouso adormeceu. Quem não sentiu o frio da desgraça. Quem passou pela vida e não sofreu. Foi espectro de homem, não foi homem. Só passou pela vida, não viveu”. E mesmo sabendo que palavras não dizem muito — que atitudes dizem mais —, sugerimos uma lista de 99 pequenos e grandes gestos que, obviamente não irá mudar a vida de ninguém, mas poderá nos mostrar que a vida é curta para não ser pequena.

01 – Amar, amar de novo, amar sempre
02 – Trocar a parceria, se já não é mais possível a cumplicidade
03 – Religar um sonho de juventude e se apaixonar perdidamente
04 – Checar os instrumentos de voo, sem deixar que o amor à segurança lhe roube o amor à liberdade
05 – Morar num país de cultura não-ocidental
06 – Ler Finegans Wake, de James Joyce
07 – Parar de elogiar Faulkner ou Clarice Lispector só porque os outros elogiam
08 – Ler a Bíblia acompanhada de um bom dicionário bíblico
09 – Trocar um vício por um novo hábito
10 – Passar uma semana num mosteiro ouvindo o silêncio ou o zoar de seus ouvidos
11 – Fazer amizade com uma pessoa excêntrica
12 – Trocar o emprego por uma diversão, ainda que receba menos
13 – Investir na bolsa e jogar num cassino
14 – Praticar rapel ou canoagem
15 – Faltar a um compromisso sem razão plausível
16 – Negar um aval (ou todos)
17 – Ficar uma semana sem tomar banho
18 – Fazer tatuagens
19 – Acrescentar ao seu o sobrenome de um ancestral
20 – Examinar suas preferências como se você fosse outra pessoa
21 – Perdoar a quem lhe ofendeu
22 – Vingar uma maldade
23 – Ir ao velório de um desafeto sem ódio e não rezar por ele
24 – Dar a você mesmo um presente caríssimo
25 – Admitir que errou e tirar experiência do erro
26 – Ganhar dinheiro, depois achá-lo irrelevante
27 – Não lamentar o tempo perdido
28 – Aproveitar o tempo que ainda lhe resta
29 – Valorizar as pessoas ao seu redor, por mais humildes que sejam
30 – Aprender com os estúpidos

31 – Não acreditar 100% em algo ou alguém
32 – Converter decepção em ânimo novo
33 – Duvidar do fracasso, bem como do sucesso permanente
34 – Viver a vida como única, e o instante como último
35 – Plantar uma dúvida e disseminar a consciência
36 – Descrer das verdades estabelecidas
37 – Ver o trivial como um mistério
38 – Comover com uma coisa à-toa
39 – Mudar para um sítio e cultivar a vizinhança
40 – Dormir em rede numa casa construída sobre árvore
41 – Aconselhar-se com uma criança
42 – Duvidar da auto-ajuda e saltar no vazio com as redes da intuição
43 – Fugir da automedicação
44 – Suspeitar do médico
46 – Ver o outro lado, olhar ao derredor, inclusive por baixo
47 – Tomar decisão, apesar da dúvida
48 – Descartar o excesso
49 – Comprar uma roupa que nunca vai usar, pensando que vai
50 – Cantar ópera (no banheiro)
51 – Dar um presente a um desconhecido
52 – Formar um jardim de ervas daninhas
53 – Ter um réptil de estimação
54 – Pertencer a uma sociedade secreta ou uma tribo urbana (emo, siriemo, gótico etc)
55 – Ir a um terreiro de macumba
56 – Achar o pouco bastante
57 – Achar o pleno excessivo
58 – Lutar esgrima
59 – Fortalecer os ossos e os neurônios
60 – Fazer sexo em grupo
61 – Consultar uma cartomante
62 – Aprender tarô só pelo gosto de duvidar
63 – Achar Nova York decadente
64 – Achar bregas as mulheres de topless na Côte D’azur
65 – Afixar no quarto um calendário de borracharia
66 – Namorar o(a) porteiro(a)
67 – Desposar um(a) príncipe(esa)
68 – Revelar um segredo
69 – Guardar um segredo para sempre
70 – Envergonhar-se das vezes em que não foi honesto
71 – Beber absinto e sentir o cheiro das estações
72 – Comer bumbum de tanajura numa tribo
73 – Passar um dia inteiro com a mãe falando de velhos acontecimentos
74 – Entrar no Blog Tediado
75 – Dormir num estábulo
76 – Fazer amor no feno
77 – Andar a cavalo em pelo
78 – Rir do prejuízo que levou (só Deus sabe de antemão o negócio que vai dar certo)
79 – Sair pelado(a) no carnaval
80 – Declamar Maiakósviski numa festa de empresários
81 – Falar de Peter Drucker num encontro de poetas
82 – Plantar bananeira na Câmara Federal
83 – Dar uma banana pro Senado
84 – Chamar um ministro do Supremo de Psit
85 – Fazer xixi no Memorial JK
86 – Apostar numa causa nem que para isso tenha que vender um rim
87 – Ir a pé à festa da padroeira
88 – Posar para foto cruzando a faixa da Abbey Road
89 – Tomar chope num pub londrino de costas para McCartney
90 – Aprender um ofício inútil
91 – Namorar sem pensar em casamento
92 – Casar com a mesma convicção com que namora
93 – Começar um empreendimento depois dos 80
94 – Vender um negócio extremamente promissor
95 – Lembrar que o passado não existe, que o futuro não existe e que o presente é duvidoso
96 – Ver que nem tudo que brilha é lantejoula
97 – Separar o trigo do joio e colher o joio
98 – Conquistar algo sem dar a alma em troca
99 – Manter a serenidade diante de uma perda radical por saber que amanhã será outro dia
100 – Atravessar o país de bicicleta

Por: Edival Lourenço via: Revista bula

Você pode gostar!

quarta-07

Coisas de quarta feira

Olá vamos conferir essas postagens legais de quarta feira dos parceiros do Tediado. Então clica …