Inicio / Piadas / 25 Piadas de Portugues

25 Piadas de Portugues

piadas_de_portugues

01 – Matando o gato da maria
O português odiava o gato da esposa e resolve dar um fim no coitado.
Coloca o bichinho dentro de um saco, joga no porta-malas do carro e o abandona a 20 quadras de sua casa.
Quando retorna, lá esta o gato em frente ao portão. Nervoso, o português repete a operação e abandona o bichinho a 40 quadras de sua casa.
Quando retorna, novamente encontra o gato em frente ao portão.
Mais nervoso ainda, pega o gato e anda 10 quadras para a direita, 20 para a esquerda, 30 para baixo e diz:
– Agora quero ver!
Cinco minutos depois liga para a esposa:
– Maria, o gato está por aí?
– Ele esta chegando, por que?
– Põe o filho da puta no telefone, que eu estou perdido!

02 – Torcedor da Lusa
Final do Brasileirão 96, 50 mil lusos no Morumbi, no intervalo do jogo haveria uma promoção que era assim. Um torcedor seria sorteado e se respondesse corretamente uma pergunta ganharia um carro.
Houve o sorteio e o felizardo foi um torcedor da Portuguesa. Logo o locutor explicou-lhe as regras do jogo e lançou a pergunta:
– Vou fazer uma pergunta bem fácil para o senhor poder ganhar o carro, discursou o locutor.
– Pois bem, pode mandar, devolveu o português.
– Vamos lá, quanto são 2+2?
O luso pensou, pensou e respondeu 5.Aí toda a torcida da Portuguesa começou a gritar em coro:
– Dá outra chance a ele, dá outra chance a ele…
O locutor atendendo ao pedido da torcida deu outra chance e lançou uma nova pergunta.
– Essa é fácil, quanto são 14-4?
Outra vez o luso pensou, pensou e respondeu: 11. Aí novamente a torcida repete em coro:
– Dá outra chance a ele, dá outra chance a ele…
Sem exitar o locutor diz que iria dar mais uma chance, mas que seria a última, fazendo logo em seguida uma nova pergunta.
– Quanto são 8+8?
Dessa vez sem pensar muito o luso responde que o resultado são 16. Aí a torcida começa:
– Dá outra chance a ele, dá outra chance a ele…”

03 – Manuel paraquedista
O Manuel entra para a Aeronáutica, na divisão de pára-quedismo. Recebe a primeira aula prática:
– Estamos a dois mil metros de altura. Seu equipamento foi todo checado. O senhor saltará por aquela porta. Ao puxar a primeira cordinha, o pára-quedas se abrirá. Se isso não acontecer, o que é pouco provável, puxe a segunda cordinha. Se ainda assim o pára-quedas não se abrir, o que é improbabilíssimo, puxe a terceira cordinha e ele se abrirá. Lá embaixo, haverá um jipe a sua espera, para levá-lo de volta ao quartel.
O Manuel salta. Puxa a primeira cordinha e o pára-quedas não se abre, puxa a segunda, nada. Puxa a terceira e nem assim o equipamento funciona. Ele começa a ficar preocupado:
– Ai, Jesus! Agora só falta o jipe não estar lá embaixo!

04 – Manoel teve um filho e foi registrá-lo no cartório…
Manoel teve um filho e foi registrá-lo no cartório:
– Que nome você gostaria de dar ao seu filho?
– Arquibancada do Vasco
– Mas como Arquibancada do Vasco? Você não sabe que esse tipo de nome é proibido? Seu filho não pode ter esse nome.
– Mas por que não? É um nome normal como qualquer outro. Meu filho tem até um coleguinha com um nome semelhante…
– Seu Manoel, isso é proibido. Eu não posso fazer isso. Vamos ver, qual o nome do coleguinha de seu filho?
– Geraldo Santos.

05 – Quantos portugueses são necessários para trocar uma lâmpada?
Quantos portugueses são necessários para trocar uma lâmpada?
R1: Três, um para segurar a lâmpada e dois para rodar a escada.
R2: Cinco. Um sobe na mesa e segura a lâmpada e os outros quatro rodam a mesa.

06 – O cinema 180 graus em Portugal
Lançaram o cinema 180 graus em Portugal. Foi a maior festa na entrada para a primeira sessão. Mas no fim do filme ninguém saia, aí Manuel, o dono, foi ver e estavam todos mortos…
Fez então uma segunda sessão, e no fim também estavam todos mortos…
Tentou uma terceira, e não deu certo, todos morreram…
Aí, Manuel comentou:
– É assim não dá…vou ter que diminuir a temperatura…

07 – Era só tomar um gole de café e já sentia uma forte pontada no olho esquerdo
Tinha um primo do Manuel que à muitos anos sofria de um mal singular.
Era só tomar um gole de café e já sentia uma forte pontada no olho esquerdo. Não havia remédio que o curasse.
E olha que ele adorava café. Até que um dia, um médico, amigo da família, o aconselhou:
– Oh, Joaquim! Por que não experimentas tirar a colherinha de dentro da xícara?

08 – O incêndio
Em Lisboa, após um incêndio num pequeno prédio, os bombeiros, verificando os destroços, encontram apenas um morto. E justamente o avô do Manuel, que estava de cabeça para baixo, com o dedo indicador apontando para um dos cantos do ambiente.
Ao seu lado, um extintor de incêndio, com a seguinte instrução:
“Em caso de incêndio, vire de cabeça para baixo e aponte para a chama”.

09 – Casaco de pele de raposa prateada
O Manuel presenteia a filha moça com um casaco de pele de raposa prateada. Satisfeitíssima, ela afaga o presente com as mãos comentando:
– Como pode uma coisa tão maravilhosa vir de um animal tão pequeno, sem aparência, totalmente insignificante…
– Alto lá! Se tu não queres me agradecer, vá lá. Mas também não precisa ofender!…

10 – O Manuel vai visitar um velho navio de guerra…
O Manuel vai visitar um velho navio de guerra. Em um dos compartimentos, tropeça numa placa de bronze, onde esta escrito:
“Aqui tombou o Almirante Barroso”.
E comenta:
– Não é de admirar. Eu também quase caí aqui!

11 – Comandante Joaquim
– Comandante Joaquim! Estou a avistar uma tropa que se encaminha diretamente ao nosso forte!
– São amigos ou inimigos, sentinela Manuel?
– Olha, eu acho que são amigos. Vem todos juntos…

12 – Suco de limão depois de um banho quente
– Sabes Joaquim, o doutor me disse para beber um pouco de suco de limão depois de um banho quente.
– E tu bebeste o suco de limão, Manuel?
– Que nada! Não consegui nem acabar de beber toda aquela água quente.

13 – 1000 reais pra comer bosta
Manuel e Joaquim passeavam pela rua, quando encontraram uma bosta no chão:
– Manuel! Te dou 1.000 Reais se tu comerers essa bosta…
– Então esta combinado, Joaquim…
Manuel foi lá e comeu a bosta, ganhando os 1.000 reais…
Continuaram andando quando encontraram outra bosta no chão:
– Joaquim! Agora sou eu quem te dou os 1.000 Reais se tu comer essa bosta…
– Então está beleza!!!
O Joaquim se abaixou e comeu a bosta também…
Depois de algum tempo o Manuel fala para o Joaquim:
– Joaquim!
– Diga Manuel!
– Tu percebeste que nós comemos cocô de graça??

14 – Sapataria do português
TRIIM!!! Toca o telefone na sapataria do português e ele fala:
– Alô! Casa de Calçados do Joaquim.
– Como? Casa de Calçados?! – espantou-se o rapaz do outro lado da linha…
– É sim! – confirmou o português.
– Desculpe, me enganei de número!
– Não tem problema! Traz aqui que eu troco!

15 – Festa de quinze anos
O amigo do Manuel o convida:
– O gajo. Estou a lhe convidaire para a festa de quinze anos de minha filha.
– Está bem, patrício. Eu irei. Mas ficarei no máximo uns dois anos.

16 – Dobrando a esquina
– Por favor! O senhor viu alguém dobrando esta esquina, agora há pouco?
– Não, senhoire. Quando aqui cheguei, ela já estava dobrada…

17 – E o Manuel entra com tudo numa contramão. Dá azar e é parado por um guarda, no ato:
– Onde o senhor pensa que vai?
– Bem, seu guarda, eu estava a ire ao cinema, mas parece que me atrasei. Está todo mundo a voltaire!

18 – O portugues e a besta
O português viajava pela estrada com sua família, numa Besta, quando, por excesso de velocidade é parado pelo guarda:
– Muito bem, espertinho, posso ver os documentos da Besta?
– Estão aqui, seu guarda… responde, entregando os seus documentos pessoais.
– Não, não! Eu quero ver os documentos da perua! diz o guarda.
Então, o português vira-se para sua mulher e diz:
– Querida, então é com você…

19 – O arqueiro português
Chegou um arqueiro americano, botou uma maçã na cabeça de um cobaia e atirou… Acertou em cheio na maçã, então exclamou comemorando:
– I’M HE-MAN!
Depois veio um Japonês e acertou na flecha do americano dividindo a flecha ao meio e exclamou:
– I’M SAMURAI!
Então veio um Português, mirou, e acertou em cheio no olho do cobaia, desfigurando a cabeça do coitado então ele exclamou:
– I’M SORRY!!!

20 – O pneu do carro do Manuel fura diante de um hospício…
O pneu do carro do Manuel fura diante de um hospício. Ele desce e tira as porcas da roda, mas elas escorregam para dentro de um bueiro. Um dos internos assiste a cena do lado de dentro das grades do manicômio e aconselha ao Manuel:
– Tire uma porca de cada uma das três rodas para segurar a que ficou solta, até chegar a um posto.
– Fenomenal! Muito boa idéia. Obrigado! Olhe, eu nem sei por que tu estás aí dentro.
– Eu estou aqui porque sou doido, não porque sou burro!

21 – O Manuel e a Maria vão ao jogo de futebol…
O Manuel e a Maria vão ao jogo de futebol. Chegam super atrasados porque a Maria demorou séculos se arrumando. Quando entram no estádio, está para começar o segundo tempo.
O Manuel pergunta a um dos torcedores:
– Como está o jogo?
– Zero a zero.
E a Maria:
– Estás a veire? Chegamos a tempo!

22 – Manuel pega um taxi
O Manuel vai ao Rio de Janeiro. Os amigos o advertem que lá os motoristas de ônibus e táxis costumam voar com seus veículos. Chegando na Cidade Maravilhosa, Manuel pega um táxi:
– Avenida Brasil, por favoire.
– Que altura?
– Se tu fores a mais de dois metros, eu pulo desse troço, oh raios!

23 – Correndo atrás do onibus
– Óh, Maria, estou a morrer de cansaço… Vim correndo atrás do ônibus e, sem nunca o alcançaire, acabei chegando até aqui… meu consolo e que economizei vinte cruzados…
– Mas tu és burro mesmo, hein, Manuel? Por que não correste atrás de um táxi? Terias economizado muito mais!

24 – O carro do Manuel enguiça e ele vai com o filho caçula no mecânico…
O carro do Manuel enguiça e ele vai com o filho caçula no mecânico. Após verificar o motor do velho carro, o mecânico diz:
– O problema está no freio. Vou ter que mexer no burrinho.
O Manuel puxa o garoto para trás e se altera:
– Não, senhoire! No garoto ninguém mexe!

25 – Bodas de ouro do casal Joaquim Manuel e Maria
Estava um grupo de amigos reunido na comemoração de bodas de ouro do casal Joaquim Manuel e Maria, quando um dos convidados começa a contar uma piada:
– Aí o português…
No que foi prontamente interrompido pelos demais:
– Não conta essa não, que aqui na festa tá cheio de português!
– Não tem problema, eu repito, repito até eles entenderem….

Você pode gostar!

namorada-vs-namorado

Batalha de rap: Namorado Vs Namorada

Confira a nova batalha de rap do canal Galo Frito preparou para o dia dos …