50 diálogos de crianças que vão trazer um sorriso aos seus lábios


Share via

As crianças não tem aquela malícia e visão social que nós, adultos, construímos ao longo da vida. E, muitas vezes aquilo que estamos condicionado a responder gera um outro tipo de pensamento na cabeça.

O resultado, boas, criativas e inteligentes pérolas que, além de deixar os adultos de cabelo em pé, pode até gerar um desconforto.

Mas, pode ter certeza que esses diálogos vão ficar na memória da família por anos.

Ficamos encantados e selecionamos algumas dos diálogos de crianças mais fofos e hilariantes enviados pelos seguidores do site. Acompanhe essas histórias deliciosas, cheias de amor e de sagacidade infantil.

Mais informações: Frases de Crianças | Facebook | Instagram

50 diálogos de crianças que vão trazer um sorriso aos seus lábios

1 – Me segura! – Vitor, 3 anos

Voltei da fisioterapia com algumas marcas nas costas por causa da sessão com ventosas. Ao ver, meu filho perguntou:
– Mãe, quem te machucou?
Respondi rápido:
– Foi o fisioterapeuta.
– Onde ele mora?

2 – Biscoitos Scooby – Miguel, 6 anos

– Tia, os animais que comem carne são carnívoros, né?
– Sim, Miguel.
– O Scooby come ração… então ele racional, né?

3 – Tranquila na piscina – Kauane, 3 anos

Kauane estava na piscina e a mãe dizia o tempo todo para a filha segurar na borda. Em certo momento, ela foi para o meio da piscina e sua mãe gritou:
– Kauane, segura!
– Eu tô segurando na água, mãe.

4 – Cadê a câmera escondida? – Giulia, 9 anos

No avião, a Giulia pegou o cardápio de bordo e estava em dúvida sobre o que comer:
– O que posso comer, mamãe?
Como a viagem era longa, eu quis compensar um pouco e disse:
– Qualquer coisa, filha.
– Não pode ser, mãe! Proíba alguma coisa!

5 – Ovo virado – Alycia, 4 anos e Anna Heloísa de 6

— Alycia, por que você está num canto e a Heloísa em outro? Por que não estão brincando juntas?
— Porque hoje a Helô está de mau-amor.⠀

6 – Melhor explicar direitinho – Gabriela, 3 anos

— Mamãe, estou preocupada.
— O que foi, Gabi?
— Eu pedi um ursinho de presente para o Papai Noel, mas esqueci de dizer que eu queria de pelúcia.

7 – Aproveita enquanto pode – Eduard, 6 anos

Depois de levar uma bronca, meu filho soltou essa:
— Quando crescer, eu vou ter a minha esposa e aí quem vai mandar em mim vai ser ela.⠀

8 – Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa – Samir, 5 anos

— Mamãe, faz uma festa pra mim?⠀
— Faço, filho, mas vai demorar para você fazer 6 anos.⠀
— Estou pedindo uma festa, não um aniversário. ⠀

9 – Bom para todos, melhor para mim – Paulo, 5 anos

Trabalho com tecnologia, ultimamente muito focada em impressão 3D. Meu primo, após receber um brinquedo que lhe imprimi, perguntou-me:
— Prima, se consegues criar de tudo porque não imprimes muitas de ti para eu ficar com uma?
— Paulinho, se tivessem muitas de mim, eu deixaria de ser especial.
— Sim. Mas aí envias as cópias para o trabalho, para a universidade… e a verdadeira fica só para mim!

10 – Hora marcada – João Felipe, 6 anos

Estávamos combinando qual seria o melhor horário para levar o João ao dentista. Tentando conciliar as agendas, ficamos indecisos se seria melhor às cinco ou às seis e meia, enquanto ele, superatento, disse:
— Mamãe, eu tenho um horário perfeito. Que tal nunca e meia?⠀

11 – Crepúsculo – Mariana, 6 anos

— Mamis, quando você terminar de trabalhar, depois do “apodrecer” do sol, pode ir lá na sala comigo?⠀

12 – Identidade muscular – Helamã, 3 anos

A mãe estava lavando roupa quando o filho se aproximou, apontou para a própria barriga e perguntou como se chamava aquela parte do corpo:
– É o abdômen.
– Mãe, seu “abmulher” tá molhado.

13 – Já passou da hora – Maria Flor, 5 anos

– O coronavírus não tem mãe, não? Pra mandar ele pra casa…

14 – Fobia consciente – Gabriel , 6 anos

– Mamãe, papai, eu já sei o que é medo! É a nossa cabeça inventando invenções.

15 – Perdidos e Furiosos – Bella, 2 anos

Estávamos no Uber e o carro balançava muito por causa dos buracos na pista. Incomodada, a Bella reclamou:
– Moço, calma! Seu carro não é um pula pula.

16 – Culinária Inclusiva – Maria Alice, 3 anos

— Mamãe, você poderia aprender a fazer comida igual ao papai. Ele sabe fazer uma comida deliciosa.
Percebendo a minha frustração, ela disse:
— Está tudo bem, mamãe. Eu também não sei.⠀

17 – Baguncinha – Luca, 1 ano

— Luca, vem cá! Vamos fazer uma coisa bem legal.
— Bagunça?⠀⠀

18 – Pronta para a balada – Maria Luísa, 2 anos

Eu estava me arrumando para sair com meu marido e a Maria Luísa apareceu:
— Que bonita, mamãe. Onde você vai?
— Vou sair filha, mas é um passeio de adulto.
Então ela vira para o pai e diz:
— Papai, a mamãe vai sair num passeio de adulto. E a gente vai aonde?

19 – Todas as respostas – Arthur, 6 anos

— Mamãe, o que é gabarito?
— É uma folha onde tem todas as respostas.
— Da vida?⠀⠀

20 – Deus e a cegonha – Maya, 4 anos

— Mamãe, quem colocou o Tobias na sua barriga?⠀
Assustada com o rumo e o momento da conversa, eu respondi:⠀
— Foi o seu pai, Maya.⠀
Ela soltou uma gargalhada e acrescentou:⠀
— Ai, mãe, você é muito engraçada! Eu sei que foi Deus.⠀

21 – Tira ela daí! – Theo, 3 anos

— Mamãe, venha ver como estou com febre.
Coloquei a mão em sua testa e disse:
— Não está, filho, é só impressão.
— Então tira ela.⠀⠀

22 – Eu quero ter um milhão de amigos – Gabriel, 6 anos

Fazendo a tarefa da escola com o Gabriel, eu perguntei:
— Márcia tinha cinco bolachas para a hora do lanche. Ela deu duas para Carlos e depois achou mais uma em sua lancheira. A Márcia agora terá?
— Amigos!

23 – Teatrinho realista – Theo, 4 anos

Theo voltou para casa chateado depois que uma amiguinha bateu nele enquanto brincavam:
— Mas do que vocês estavam brincando?
— Ela era a médica…
— Mas médico não pode bater no paciente!
— Eu não era o paciente, eu era o vírus.

24 – Evolução da espécie – Alice, 5 anos

— Alice, você gosta de morango?⠀
— Não, vovó.⠀
— Mas eu lembro que você comia morango.⠀
— Vovó, as pessoas mudam.⠀

25 – A solidão do zumbi – Miguel, 8 anos

⁣Eu estava com o meu sobrinho vendo um filme de zumbis em que o protagonista tinha de ficar confinado em seu apartamento para não ser pego. O Miguel disse:
— Tio, ele vai fazer da solidão a melhor amiga dele, né?⠀

26 – O papo aqui é sério – Letícia, 2 anos

Já eram 20h30 quando a Letícia me perguntou:
— Mamãe, depois que você tomar banho, pode fazer um bolo?
— Pode ser de brincadeirinha?
— Não, de chocolate.⠀

27 – Aula de semântica – Luc, 6 anos

— Mamãe, você é uma “procastinadora”.
— O certo é procrastinadora. Por acaso sabe o que é isso?
— É quando a gente chama a mãe pra vir brincar e ela fala “já vou”, mas nunca vem…

28 – Prioridades – Pedro, 3 anos

— Pare de fazer bagunça, senão você não vai para o céu.
— Eu não quero ir para o céu. Quero ir para a praia.⠀

29 – Te amo e te omo – Graziella, 2 anos

Eu e meu esposo estávamos fazendo a lista de compras quando ele perguntou:
— Tem Omo?
No mesmo instante, a Grazi respondeu:
— Também te amo, papai!⠀

30 – Teste de aptidão – Anita, 4 anos

— Anita, agora vou trabalhar e preciso de sossego!
— Hum, não sou muito boa nisso, não…⠀

31 – Amor de raiz – Ruy, 5 anos

— Mamãe, por que eu amo a vovó?⠀
— Não sei, meu filho. Você que tem de saber.⠀
— Eu não sei, não. Mas eu já nasci assim… com ela dentro de mim!⠀

32 – Desapego – Pedro Daniel, 8 anos

Estava jogando meu travesseiro antigo no lixo, quando meu filho perguntou:
— Mãe, você não tem dó de jogar seu travesseiro fora?
— Não, filho…
— Nossa, mãe. Depois de tantas noites e sonhos juntos que vocês tiveram, você tem coragem?⠀

33 – Garoto levado – Leonardo, 3 anos

Eu tentando descobrir os apelidos do meu filho na nova escola:⠀
— Como a tia da escola te chama?⠀
— Léo.⠀
— Como seus amigos te chamam?⠀
— Leléo.⠀
— E como a professora te chama?⠀
— Léééooo, sentaaaa!⠀

34 – O fim da picada – Daniel, 6 anos

Meu filho disse que ia se vingar das formigas porque uma o tinha picado. Minha mãe então disse:
— Não devemos fazer vingança com nossas próprias mãos.
E ele respondeu:
— Mas eu me vinguei com meu pé!⠀

35 – O ovo e a galinha – Anita, 6 anos

⁣- Eu não entendo. De onde vêm as galinhas se todos os pintinhos são meninos?⠀

36 – Compartilhando desejos – Amanda, 8 anos

Meu marido, minha filha e eu estávamos conversando, quando ele me perguntou:⠀
— Se você tivesse um único pedido a fazer, o que você pediria?⠀
— Queria meu irmão de volta — meu único irmão que faleceu.⠀
— E você, filha?⠀
— Daria o meu pedido para a mamãe para o desejo dela se realizar mais rápido.⠀

37 – Não foi nada – Pedro, 3 anos

Depois de tomar vacina, meu sobrinho foi me visitar. Eu comentei:
— Que legal que tomou a vacina. Você chorou?
— Eu não chorei, só fiz escândalo. Mas já está tudo bem.⠀

38 – Cantando errado – Denise, 4 anos

⁣- Denise, como é a musiquinha de Natal que você gosta de cantar?
— Bate o sino pequenino, sino de Belém. Já nasceu, Deus me livre, para o nosso bem…⠀⠀

39 – Não aceitamos trocas – Gabi, 9 anos

— Gabi, se eu não fosse sua mãe e você pudesse escolher em sua nova mãe algo que eu não tenho, o que você ia querer?⠀
Ela pensou por alguns instantes e disse:⠀
— Mãe, eu ia querer que essa nova mãe me colocasse no orfanato e que depois você me adotasse.⠀

40 – Sorte grande – Rafael, 6 anos

⁣Meu filho me disse que consegue sonhar com as coisas que vão acontecer. Então eu falei:
— Você poderia sonhar com os números da Mega-Sena, né?
— Assim que eu sonhar, te digo.
No dia seguinte, quando fui acordá-lo para ir para a escola, ele reclamou:
— Mamãe, não tem como sonhar com os números da Mega-Sena! Toda vez que vou sonhar com eles, você me acorda para ir para a escola.⠀

41 – Titia palpiteira – Anna Luíza, 5 anos

Uma tia nossa olhou para mim e comentou:⠀
— Essa flor no cabelo da Luíza está muito grande, não acha?⠀
Antes que eu respondesse, a Luíza soltou:⠀
— Tá, sim. E se você reclamar, titia, a mamãe planta um jardim aqui.⠀

42 – Prazo de validade – Vitor, 6 anos

— Filho, eu vou te amar pra sempre.
— Mamãe, eu vou te amar até ter uma namorada.⠀

43 – Um afago na autoestima – Letícia, 3 anos

— Estou me sentindo feia, filha.⠀
Ela fez um carinho no meu rosto e respondeu:⠀
— Mamãe, não se preocupe. O papai do céu ama as pessoas feias também…⠀

44 – Minha vingança será maligna – Clara, 7 anos

— Clara, eu vou tomar o seu xarope, estou tossindo muito.
— Tome, mãe. E sinta o gosto da maldade.

45 – Vamos ao que interessa – Lívia, 2 anos

Estava conversando com a minha cunhada e comentei:
— O Fulano tem mestrado, doutorado e pós-doutorado.
Quando a Lívia participou:
— Ele tem patinete?⠀

46 – Funções do corpo humano – Miguel, 3 anos

— Miguel, para que servem os olhos?
— Pra ver, papai.
— E os ouvidos?
— Pra ouvir.
— E a boca?
— Pra comer legumes e falar…
— E o cérebro?
— Pra congelar quando chupa picolé.⠀

47 – Vivendo e aprendendo – Meri, 2 anos

— Meri, você sabe nadar?
— Não, mas eu sei aprender.

48 – Golpe baixo – Miah, 4 anos

Ao espirrar, a Miah posicionou o braço, espirrou, olhou pra mim e perguntou:
– Mamãe, tem que espirrar no braço pro vírus morrer com o cheiro do sovaco?

49 – Você é fera! – Miguel, 7 anos

– Quem é o animal mais gentil que habita o reino animal?
Ele prontamente respondeu:
– É você, mamãe!

50 – Morte matada – Luiza, 3 anos

– Mamãe, olha, uma abelha morrida! Não pisa nela senão ela vai morrer mais ainda.


Compartilhe com os seus amigos!

Share via
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Send this to a friend