10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy


Share via

Durante as 18 temporadas de Grey’s Anatomy, fãs assistiram amores nascendo, crescendo e morrendo. A vida amorosa dos médicos sempre foi um dos temas principais da produção, e a série conseguiu criar alguns dos casais mais icônicos da TV.

Entre tantas tragédias que acontecem todas as temporadas, as separações, com certeza, são um dos principais pontos. Por isso, preparamos uma lista com os 10 términos mais dolorosos da série para que você possa relembrar a dor sentida enquanto assistia. Confira!

1. Meredith e DeLuca

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 2

O começo do casal pode ter parecido repentino para os fãs, mas é inegável que ver Meredith feliz com um relacionamento foi de aquecer o coração. Quando DeLuca termina com ela na 16ª temporada, no entanto, todos ficaram com o mesmo pensamento: quando ela conseguirá se entregar outra vez a um novo amor?

2. Meredith e Derek

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 3

Não é preciso muito esforço para saber que a nossa protagonista já passou por muitas idas e vindas quando o assunto é relacionamentos amorosos. No caso de Derek, o casal precisou passar por alguns obstáculos, como a ex-esposa do cirurgião e até mesmo a insegurança da nossa protagonista, até que percebessem que eles estavam destinados a estarem juntos.

3. Link e Amelia

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 4

Rapidamente se tornando um dos casais mais adorados da série, os fãs estavam na expectativa para que Amelia reencontrasse o amor depois de alguns momentos ruins e Link parecia disposto a isso. No entanto, é no fim da 17ª temporada e com uma proposta de casamento negada que eles decidem seguir por caminhos diferentes.

4. Owen e Cristina

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 5

Após términos, voltas e várias tentativas de salvar o relacionamento, os dois se separaram definitivamente na 9ª temporada quando perceberam que o futuro imaginado era muito diferente para cada um.

5. Tom e Teddy

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 6

Mesmo que Tom tenha dividido a opinião dos fãs com sua personalidade sarcástica, o término do casal definitivamente mexeu com todos. Ver a dinâmica do triângulo amoroso entre Owen, Teddy e Tom ficou cada vez mais conflituoso, levando o próprio Dr. Koracick a acabar com tudo na 17ª temporada.

6. Jo e Alex

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 7

A saída de Alex da série, por si só, já deixou muitos fãs abalados, mas o término com Jo só piorou tudo. Ela estava lutando contra a depressão quando Karev foi embora na 16ª temporada e o pior de tudo foi ver o relacionamento ser finalizado com uma carta, sem nem mesmo haver uma despedida real.

7. Callie e Arizona

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 8

Apesar de formarem um dos casais favoritos de toda a história de Grey’s Anatomy, o relacionamento das duas acabou se desgastando cada vez mais com o passar do tempo, principalmente com tantos eventos ruins caindo sobre as duas, como a queda do avião e as consequências que vieram depois.

Desde a 8ª temporada, as coisas começaram a complicar, mas o término real só aconteceu na 11ª.

8. Izzie e Alex

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 9

Apesar de não fazerem muito sentido no começo com personalidades tão distintas, acompanhar a relação entre os dois se desenvolver de maneira tão genuína foi uma experiência única, por isso, a separação, quando aconteceu na 6ª temporada, foi ainda mais dolorosa.

É um término que deixou os fãs indignados por muito tempo, afinal, os dois faziam parte do elenco original e tiveram uma relação muito bem desenvolvida do começo ao fim.

9. Lexie e Mark

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 10

Assim como Izzie e Alex, esses dois não pareciam fazer muito sentido por causa da dinâmica arrogante versus gentil. Eles chegaram a se entender e estreitaram a relação, mas precisaram enfrentar muitas idas e voltas até a separação definitiva, na 8ª temporada de Grey’s Anatomy, quando ambos morreram em um dos momentos mais devastadores da série até hoje.

10. Jackson e April

10 separações mais dolorosas da série Grey’s Anatomy 11

Todo o relacionamento dos dois foi marcado por grandes eventos, desde o momento em que April decidiu fugir do seu próprio casamento para ficar com Jackson até a separação, na 11ª temporada, intensificada pela morte do filho deles, Samuel, apenas algumas horas após o seu nascimento.

Apesar de terem uma química doce que parecia durar para sempre, as tragédias e todo o estresse que caiu sobre ambos impediu que um dos casais favoritos da série pudesse continuar.


Compartilhe com os seus amigos!

Share via
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Send this to a friend