Qual é o seu chakra dominante?

Este artigo foi baseado a partir do livro “O pai nosso e os chakras” da autora Celina Fioravanti, falecida em abril 2007, conforme consta no livro.

Pela riqueza de informações referentes a determinados efeitos que os chakras principais causam nas personalidades, e como isso pode ser muito interessante, resolvi compartilhar com todos vocês.

Segundo a autora, cada pessoa tem um chackra que está relacionado com a personalidade básica. Isto é cada pessoa é regida por determinado chakra.

O chakra que dá as características a uma pessoa é chamado de chakra dominante. É a partir do chakra dominante que o temperamento, as tendências e as fragilidades podem ser percebidas como características do indivíduo.

Qual é o seu chakra dominante Qual é o seu chakra dominante?


1º chakra (Chakra Básico: sobrevivência)

Infelizmente ainda há muitos indivíduos que estão na categoria do primeiro chackra dominante. Apesar de já haver superado a fase de grau inferior que ligava a humanidade unicamente a força da matéria, ainda há muitas almas que não conseguiram ascender e permanecem atadas aos desejos, à ilusão e às dificuldades geradas pela limitação material extrema. Por isso tantos crimes, tanta corrupção. A nossa esperança é que a fase de purificação acelerada vivida pelas pessoas que tem o centro de energia básica como regente termine neste século.


2º chakra (Chakra Sacro: energia criadora, autoestima e criatividade)

O segundo chakra dominante é uma mostra da média da humanidade nos dias atuais. São pessoas que valorizam o consumo, e extraem dele compensações. Estão sempre em busca de força vital e roubam a energia alheia inconscientemente. Se for equilibrada a pessoa que tem o segundo chakra dominante é magnética e aprecia bem os contatos físicos.


3º chakra (Chakra Plexo Solar: ego e digestão)

O terceiro chakra dominante indica uma personalidade forte, dominadora que faz da busca constante de novas sensações uma maneira de se motivar para ação. As emoções sentidas são expressas positivamente através da arte. Quando esse centro governa a personalidade, a pessoa gosta de comer bem, tem muita vaidade e possui inteligência acima da média.


4º chakra (Chakra Cardíaco: o amor e o perdão)

O quarto chakra dominante é a característica das almas que ouviram e seguiram a mensagem de Jesus, desenvolvendo a força do amor acima de todas as outras. Quando o quarto centro domina, há muito desapego de bens materiais, capacidade de perdoar e grande vontade de formar grupos de atuação em prol dos menos favorecidos materialmente.


5º chakra (Chakra laríngeo: comunicação, autoexpressão, verdade)

O quinto chakra dominante determina uma personalidade comunicativa, e grande criatividade.
O espiritualista governado por esse chakra realiza no plano material a divulgação do conhecimento, os aprendizados que o levam a um nível mais elevado, no qual é muito admirado por outras pessoas, embora ele não se sinta tão valorizado, pois o ego não é exaltado.
Desde o ano 2000, deu-se a encarnação de muitas almas neste estágio evolutivo, o que determina uma fase de renascimento da cultura em geral.


6º chakra (Chakra frontal: o terceiro olho)

As pessoas que possuem o sexto chakra dominante, também não são muito comuns, pois elas preferem ter uma vida reservada e não possuem na sua natureza básica nenhum egoísmo.
Bons exemplos para esse centro de energia dominante são: madre Teresa de Calcutá e Gandhi.
É o chakra dos ocultistas com capacidade plena, dos instrutores espirituais avançados, dos doadores caridosos.


7º chakra (Coronário: conexão espiritual)

É pouco provável que encontremos alguém que tenha o sétimo chakra como dominante, pois apenas as pessoas que já escaparam da roda de encarnações possuem a regência do 7º centro de energia. No caso de conhecermos alguém assim, ele estará no nível de Jesus ou Budha.

Avalie a si mesmo. Qual é o seu chakra dominante? Sejam felizes com autoconhecimento!

Fechar
Fechar