12 histórias de micos que aconteceram durante o ENEM

12 histórias de micos que aconteceram durante o ENEM 12 histórias de micos que aconteceram durante o ENEM


01 – Ninguém perdoa nada.

“No segundo ano em que fiz o ENEM, a aplicadora tinha acabado de falar sobre celular tocando durante a prova e começamos. Com pouco tempo o telefone dela começa a tocar “Pássaro de Fogo” na maior altura. Ela correu desesperada pra desligar e um dos meninos que também estava fazendo a prova gritou ‘TÁ ELIMINADA!!’, foi um custo pra todo mundo parar de rir e voltar a fazer a prova”. – Gabriel Resende


02 – O sonho não acabou.

No primeiro dia da prova eu fui acordada por alguém e tomei aquele susto achando que tinha me atrasado pro ENEM. De repente me toquei de eu tava na sala de prova, dormindo EM CIMA das folhas, com tudo babado e meu material todo espalhado. Eu já tava fazendo a prova e dormi por duas horas, simplesmente apaguei. Quem me acordou foi o fiscal pra me avisar que faltavam apenas 1 hora pro fim da prova. 😬 Obs: eu passei pra federal mesmo assim. – Beatriz Nascimento


03 – Promessa ou perrengue?

Meu chinelo arrebentou de tanto que eu caminhei pra chegar lá, entro na sala descalça e todos os examinadores olham pra mim, achando que eu estava pagando promessa. No dia seguinte tinha pelo menos três descalços fazendo a prova na minha sala. – Laís Prestes


04 – Melhor sobrar do que faltar.

“Na hora da inscrição perguntavam se eu queria alguma ajuda ou precisava de algo. Coloquei que queria uma cadeira de canhoto porque nunca tem cadeira de canhoto. Eles me deram uma sala só para mim entenderam que eu precisava de ajuda para fazer a prova. Aí quando cheguei na sala eu levei um susto e a professora perguntou o que eu precisava é eu respondi “só pedi uma cadeira de canhoto”‘. – Pamela Verdan


05 – Quando a fama vem pelos motivos errados.

“Meu irmão participou do primeiro ENEM e a TV local foi justo na sala dele fazer uma matéria. Ele era o primeiro da lista de nomes e era muito tímido. Ele tinha crise de gagueira quando ficava nervoso e aí deu a entrevista toda gaguejando e não falava nada com nada, coitado. A matéria foi reprisada 3x que era pra cidade inteira assistir”. – Karina Belarmino


06 – Pra quê ajudar se pode atrapalhar?

“Lá em 2003, quando o ENEM era tudo mato, eu quebrei o tornozelo e tive que ir fazer a prova com o pé engessado. Minha sala era no terceiro andar, tive que subir de escada, com dois fiscais me ajudando. Quando acabei a prova foi a mesma coisa pra descer.

Quando chegamos no último degrau da última escada a mulher responsável pela organização “Mas porque não avisaram que tinha alguém com a perna quebrada? Eu ligava o elevador!”‘ – Mari Mendonça


07 – Parem este ônibus!

“Eu morava em uma cidade do interior e a prova era na cidade vizinha. Então, a escola alugou dois ônibus para levar os alunos que fariam a prova até a cidade vizinha. Na hora de entrar no ônibus fizeram a separação dos alunos conforme o local da prova e eu e minha amiga ficamos em ônibus separados. No meio do caminho eu me liguei que os documentos dela estavam comigo. Pedi pro motorista do meu ônibus fazer o ônibus da frente parar pra eu poder ir lá entregar os documentos dela, senão ela nem conseguiria fazer a prova. Na época, com 15/16 anos e os dois ônibus lotados de adolescentes da mesma idade dá pra imaginar o quanto fui vaiada o tamanho do mico né?” – Roberta Giandeli Moreira


08 – Isso não me cheira bem.

“A primeira vez que eu fui fazer o ENEM eu fui a única mulher na sala (além da professora que estava dando a prova, claro) eu e mais uns 40 homens, tentei não pensar nisso e comecei a fazer a prova, ai ouço um peido MUITO alto e a sala inteira começa a rir e a feder, claro né! Homens”. – Roberta Roberti


09 – O meme da vida real.

“Ano passado fui fazer a prova e já estava na sala na hora do fechamento dos portões, tava todo mundo muito tenso e sério. quando deu 12h59 a gente começou a ouvir a gritaria, todo mundo da sala começou a rir, a fiscal foi pra janela olhar falando “gente, meu sonho ver os atrasados ao vivo”. A última menina que entrou no prédio era da minha sala e a gente comemorou quando ela entrou na sala suada e exausta”. – Joyce Emilly Souza


10 – Rimos muito, quase fui eliminada.

“Quando eu fico nervosa fico com o riso frouxo. No momento da prova a sala em absoluto silêncio, só se ouvia barulho de gente virando a página e fungando o nariz, aquilo foi provocando um incômodo tão grande que eu tive uma crise de riso. Eu disparei a rir muito alto e não conseguia parar. O fiscal precisou me retirar da sala até que eu conseguisse me controlar e eu só voltei pra sala 15 minutos depois”. – Raiane Samara


11 – Acudam!

“Fui a última a entregar a prova e os inspetores precisaram me ajudar a sair da cadeira porque eu tava tremendo muito. Eles me levaram até o banheiro e do banheiro ate o portão da saída pra me entregar pro meu irmão”. – Lorena Madureira


12 – Graaaaaaaaur

“No primeiro dia de provas, minha ansiedade me deu um dibre tão lindo. Eu tava bem e não estava nervosa. Foi começar a prova que minha barriga começou a fazer uns barulhos tipo um bebê dinossauro rugindo, eu tossia pra disfarçar mas a sala tava muito quieta. A moça que cuida da sala viu que o pessoal começou a olhar pra mim e perguntou se eu estava bem. Pedi pra ir no banheiro e não tinha nada de errado comigo, só a barriga fazendo uns barulhos… foi muito estranho.

No final das contas, consegui voltar e fazer a prova de boas, acho que o bebê dinossauro foi bonzinho e me deixou terminar”. – Rafaely Mends

Via: Grupo BuzzFeed

Fechar
Fechar