O caso da selfie que mudou a vida de uma garota para sempre


Em abril de 1997, uma mulher vestida com uniforme de enfermeira saiu de um hospital da Cidade do Cabo, na África do Sul, carregando um bebê de três dias. A mãe dele dormia. E foi por obra do acaso, 17 anos depois, que a criança roubada descobriu sua verdadeira identidade.

Era o primeiro dia de aula na Zwaanswyk High School, na Cidade do Cabo. Miché Solomon começava o que seria o seu último ano na escola.

Confira o vídeo para conhecer a historia completa:


Compartilhe com os seus amigos!


Send this to a friend