Piores traduções de títulos de filmes

Separamos nada menos que 30 produções que ganharam títulos bem diferentes dos originalmente pensados por seus criadores. Confira nossa lista completa e não deixe de participar através dos comentários. Queremos saber quais as piores traduções na sua opinião. Se achou que ficou faltando um filme, pode falar também!

Títulos genéricos, pretensamente engraçados, subtítulos gigantescos e outros pra lá de redundantes. Tem opções para todos os gostos na nossa matéria.


#01

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Se Beber, Não Case!
Título original: The Hangover
Tradução literal: A Ressaca
Pensando apenas nos dois primeiros filmes, o título Se Beber, Não Case! é até divertido e funciona para o publico brasileiro. Mas aí vem Se Beber, Não Case! Parte III sem contar com nenhum casamento na trama. É importante lembrar que quando saiu o primeiro longa, em 2009, não havia sido lançado A Ressaca, tradução não menos absurda para Hot Tub Time Machine.


#02

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: A Noviça Rebelde
Título original: The Sound of Music
Tradução literal: O Som da Música
É sempre difícil criticar o título de um filme clássico. Ainda mais um tão marcante quando A Noviça Rebelde. Mas convenhamos, rebelde é um adjetivo pra lá de insignificante para descrever a Maria de Julie Andrews. Sem contar que o fato de ser uma noviça é algo que ganha destaque apenas nos primeiros minutos da produção.


#03

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Amnésia
Título original: Memento
Tradução literal: Lembra-te
Ok. Traduzir Memento não é a coisa mais fácil. Vem do latim e significa algo como “Lembra-te”. Também usado para designar livros de lembrança. Mas nada justifica a escolha do título Amnésia, afinal o personagem de Guy Pearce fala várias vezes que ele não sofre de amnésia.


#04

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: O Garoto de Liverpool
Título original: Nowhere Boy
Tradução literal: O Garoto de Lugar Nenhum
Como pode diretor, roteirista e produtor definirem um título para depois vir um tradutor e mudar o sentido completamente. A cinebiografia de John Lennon foca no fato dele não pertencer a um lugar específico. Mas no Brasil decidiram que ele era de Liverpool. E ponto final.


#05

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Medo Ponto Com Br
Título original: Fear Dot Com
Tradução literal: Medo Ponto Com
Precisa mesmo do Br neste título? Sem sim, uma coisa é certa: ficou faltando outro Ponto.


#06

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Encontros e Desencontros
Título original: Lost in Translation
Tradução literal: Perdidos na Tradução
Está aí um título perdido na tradução. Literalmente. O belo filme de Sofia Coppola, que apresentou Scarlett Johansson, recebeu um título pra lá de genérico no Brasil. A personagem de Scarlett e o de Bill Murray estão realmente perdidos em um universo à parte no filme. Isolados em uma cultura e com uma língua diferente, eles acabam unidos.


#07

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Noivo Neurótico, Noiva Nervosa
Título original: Annie Hall
Tradução literal: Annie Hall
Woody Allen pode ser sim marcado por personagens neuróticos, mas este está muito longe de ser o foco do filme, que é uma grande história de amor. Nervosa também não é um adjetivo bom o bastante para representar Annie Hall (Diane Keaton), uma das personagens femininas mais marcantes do cinema.


#08

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: O Império (do Besteirol) Contra-Ataca
Título original: Jay and Silent Bob Strike Back
Tradução literal: Jay e Silent Bob Contra-Atacam
Não bastasse o uso de parênteses num título ser muito esquisito, também não dá para resumir a comédia de Kevin Smith e seu personagens a um besteirol. A referência à O Império Contra-ataca já estava no título original, mas o brasileiro acabou exagerando.


#09

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Tá Todo Mundo Louco! – Uma Corrida por Milhõe$
Título original: Rat Race
Tradução literal: Corrida de Ratos
A tradução literal pode ser Corrida de Ratos, mas talvez a melhor opção seria algo como Corrida Sem Fim. A expressão Rat Race, nos Estados Unidos, é usada para tratar de uma perseguição sem sentido e interminável. De qualquer forma, qualquer opção é melhor que Tá Todo Mundo Louco! – Uma Corrida por Milhõe$. Não?


#10

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Cada Um Tem a Gêmea que Merece
Título original: Jack and Jill
Tradução literal: Jack e Jill
Não seria um bom título nacional que salvaria este filme com Adam Sandler, Katie Holmes e Al Pacino (por quê?!?) de um completo desastre, mas Cada Um Tem a Gêmea que Merece passa dos limites, não?


#11

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Família do Bagulho
Título original: We’re the Millers
Tradução literal: Nós Somos os Millers
Os tradutores brasileiros sempre gostaram de um “do barulho”, então devem ter ficado bem felizes com a oportunidade de traduzir o título de uma comédia que envolve drogas. Não deu outra: Família do Bagulho.


#12

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Vizinhos Imediatos de 3º Grau
Título original: The Watch
Tradução literal: A Vigia
Contatos Imediatos do Terceiro Grau, de Steven Spielberg, é um filme bom demais para merecer uma referência desta. Como o longa, o título não tem a graça pretendida.


#13

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Entrando Numa Fria
Título original: Meet the Parents
Tradução literal: Conhecendo os Pais
Assim como Se Beber, Não Case!, aqui temos um caso em que os tradutores não imaginaram a possibilidade de continuações. Pois bem, elas vieram e fomos obrigados a conviver com títulos como Entrando Numa Fria Maior Ainda e Entrando Numa Fria Maior Ainda com a Família.


#14

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Os Brutos Também Amam
Título original: Shane
Tradução literal: Shane
Não quer manter o título apenas com o nome do protagonista? Ok, mas também não venha com um título pastelão para um grande faroeste como este dirigido por George Stevens.


#15

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Shine – Brilhante
Título original: Shine
Tradução literal: Brilho
Shine está nesta lista como representante de todos os títulos redundantes que já fomos obrigados a suportar, como O Pequeno Stuart Little, Taxi Driver – Motorista de Táxi, O Galinho Chicken Little e por aí vai…


#16

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Namorados para Sempre
Título original: Blue Valentine
Tradução literal: Namoro Triste
Tudo bem que Namoro Triste é um título um pouco estranho, mas não é lá muito correto pegar um filme deste, chamar de Namorados para Sempre e ainda lançar no Dia dos Namorados. Não é mesmo? Deve ter tido muito casal discutindo relacionamento por causa disso…


#17

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Se Meu Apartamento Falasse
Título original: The Apartment
Tradução literal: O Apartamento
Como em quase todos os filmes de Billy Wilder, aqui temos uma dose de humor. Mas o grande foco é no drama e no romance. Ao contrário do que sugere o título nacional.


#18

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Quando Duas Mulheres Pecam
Título original: Persona
Tradução literal: Persona
Persona é uma palavra italiana que significa “pessoa”, mas também é usada pelo português no que diz respeito ao universo teatral, trata-se do personagem vivido pelo ator. O filme de Ingmar Bergman não é sobre duas mulheres que pecam.


#19

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Tudo para Ficar com Ele
Título original: The Sweetest Thing
Tradução literal: A Coisa Mais Doce
Os tradutores são tão previsíveis… Após o sucesso de Quem Vai Ficar Com Mary? era óbvio que eles tentariam enfiar um “ficar com” em um título de comédia com Cameron Diaz. Não deu outra.


#20

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra
Título original: Parenthood
Tradução literal: Paternidade
“É uma comédia. Tem o Steve Martin. Não tem como chamar de Paternidade!”, com certeza pensou o tradutor deste título. Só é difícil acreditar que não tinham alternativas melhores do que O Tiro Que Não Saiu Pela Culatra.


#21

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Meu Primeiro Amor
Título original: My Girl
Tradução literal: Minha Garota
“A deixa de ser chato! Meu Primeiro Amor é um título bonitinho e funciona muito bem.” Pode até ser, mas não dá pra fazer uma sequência depois disso, né? Meu Primeiro Amor – Parte 2?!?! Não seria Meu Segundo Amor?


#22

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: O Poderoso Chefão
Título original: The Godfather
Tradução literal: O Padrinho
A obra-prima de Francis Ford Coppola não merecia um título tão simplório. Claro, o filme é tão bom que hoje em dia o título nem incomoda. Mas se pararmos para pensar, não é apenas sobre um grande chefe da máfia, mas sim sobre uma trajetória. O Padrinho faz muito mais sentido, até pela importância do batismo na franquia.


#23

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu
Título original: Airplane
Tradução literal: Avião
Será que um filme não pode ser engraçado por si só? As comédias com Leslie Nielsen sempre foram repletas de sátiras e paródias, que estavam presentes até na simplicidade dos títulos. O mesmo aconteceu com Corra Que a Polícia Vem Aí!.


#24

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: A Malvada
Título original: All About Eve
Tradução literal: Tudo Sobre Eve
Os tradutores também adoram falar demais sobre um filme/personagem ou reduzir um papel complexo a um adjetivo. A Malvada é muito mais interessante do que o título nacional promete. Reduzir a Eve de Anne Baxter a uma mulher má é muito errado.


#25

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Assim Caminha a Humanidade
Título original: Giant
Tradução literal: Gigante
“Não vou dizer que foi ruim / Também não foi tão bom assim / Não imagine que te quero mal / Apenas não te quero mais…”


#26

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Círculo de Fogo
Título original: Enemy at the Gates
Tradução literal: Inimigo nos Portões
Uma melhor tradução para este filme evitaria maiores confusões com o recente Círculo de Fogo, que por sinal é a opção correta para o original Pacific Rim. Curiosidade: os dois filmes são estrelados por Ron Perlman.


#27

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: O Pentelho
Título original: The Cable Guy
Tradução literal: O Cara da TV a Cabo
Ok, O Cara da TV a Cabo não é um título nem um pouco legal, mas também não é função do tradutor definir o personagem principal como pentelho ou não. Sem contar que é um título datado. Alguém ainda usa o termo pentelho?


#28

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Um Corpo Que Cai
Título original: Vertigo
Tradução literal: Vertigem
Será que este clássico de Alfred Hitchcock precisava de um título que contasse a história do filme? Não é melhor quando o nome deixa margem para a imaginação? Este está na categoria de título-spoiler!


#29

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento
Título original: Erin Brockovich
Tradução literal: Erin Brockovich
Patch Adams – O Amor é Contagioso, Forrest Gump – O Contador de Histórias, Larry Crowne – O Amor Está de Volta… Erin Brockovich foi escolhido para representar toda uma leva de filmes que ganharam péssimos subtítulos apenas pelo fato de trazerem um nome próprio americano.


#30

Piores traduções de títulos de filmes

Título no Brasil: Por um Sentido na Vida
Título original: The Good Girl
Tradução literal: A Boa Garota
Para que manter a sutileza do título original se podemos ser muito mais complexos? O belo drama com Jennifer Aniston não traz a redenção pretendida pelo título brasileiro. Será que eles viram o filme?

Fechar
Fechar