30 lições do estoicismo para sua vida


Share via

Afinal, o que é estoicismo? Surgindo na Grécia Antiga, criada por Zenão de Cício, o estoicismo toma como importante o foco em tudo o que podemos moldar, o poder que temos de controlar.

É o amor pelo conhecimento em tudo aquilo que podemos controlar e o desprezo por tudo o que nos domina de forma maléfica em diversos sentidos.

Há alguns documentos – de Marco Aurélio, Sêneca e Epiteto – constituem o fundamento do que é conhecido como Estoicismo, uma filosofia antiga que já foi uma das disciplinas cívicas mais populares no Ocidente.

Praticada por ricos e pobres, por pessoas poderosas ou batalhadoras na busca de uma boa vida. Mas por onde começar? O que eles têm para ensinar?

Confira 30 lições do estoicismo

30 lições do estoicismo para sua vida 2

1. Mude o que você pode, esqueça o resto:

A prática mais importante da filosofia Estóica é diferenciar o que podemos mudar do que não podemos.

Sobre o que temos influência ou não. Como Epiteto escreveu:

“A principal tarefa na vida é simplesmente identificar e separar assuntos para que eu possa dizer claramente a mim mesmo quais são externos e não estão sob meu controle e quais têm a ver com com as escolhas que eu realmente controlo”.

2. Comece a viver:

Essa é uma das sátiras mais memoráveis de Sêneca:

“Você tem medo de morrer, mas o que é sua vida hoje senão morte?”

Nosso medo de morrer muitas vezes implica na seguinte pergunta: “Para salvar o que, exatamente?”

Para muitas pessoas a resposta é: horas de televisão, fofocas, gula, desperdício de potencial, relatórios para um trabalho chato, e assim por diante.

  • Comece a viver hoje!

3. Saiba quando seguir (e quando parar):

“Pense naqueles que, não por falta de inconsistência, mas por falta de esforço, são muito instáveis para viver como eles desejam, e apenas vivem como começaram.” – Sêneca

4. Pare e agradeça:

Pense em todas as coisas que você pode agradecer hoje: que você está vivo, que você vive em uma época de paz, que você tem saúde e lazer o suficiente e ainda tem acesso a internet para ler esse artigo.

Como Sêneca escreveu para seu amigo Lucínio:

“Em todas as coisas, devemos tentar tornar-nos tão gratos quanto possível.”

5. Lembre-se “você nunca estará morto por dentro”:

Alguém pode acorrentá-lo, mas eles não tem o poder de mudar quem você é.

Mesmo sob a pior tortura e crueldade que os humanos podem infligir uns aos outros, nosso poder sob nossa mente e nosso poder de tomar as próprias decisões nunca poderá ser rompido.

Como Epiteto disse:

“Você pode até amarrar minha perna, mas nem mesmo Zeus poderá romper minha liberdade de escolha.”

6. Sempre ame:

Aqui Sêneca cita outro estoico:

“Hécato diz: ‘Posso lhe ensinar uma poção do amor feita sem drogas, ervas ou feitiços especiais – ame para ser amado’”.

Os Beatles reafirmaram muito bem isso séculos depois com a frase:

“No final, o amor que você ganha é igual ao amor que você dá” (“In the end, the love you take is equal to the love you make.”).

Não apenas política, não apenas tolerância, mas em nossas vidas pessoais. Não há quase nenhuma situação em que o ódio ajuda. No entanto, quase todas as situações ficam melhores com o amor.

7. Não queime a vela de ambos os lados:

Sêneca escreveu em seu artigo sobre a tranquilidade da mente que “a mente deve relaxar – ela voltará melhor e mais afiada após uma boa pausa”.

A mente é um músculo e, como todo o resto, pode ser distendido, sobrecarregado ou deteriorado.

Nossa saúde física é comprometida pelo excesso de esforço, falta de descanso e maus hábitos. Lembre-se: a vida é longa.

Você será capaz de lidar com os momentos difíceis caso acenda a vela de ambos os lados?

8. Vá fundo dentro de si mesmo:

“Vá fundo dentro de si mesmo, pois há uma fonte de benevolência preparada para fluir se você continuar.” – Marco Aurélio

9. Seja gentil:

Na maioria das vezes, grosseria, maldade e crueldade são máscaras para esconder uma fraqueza profunda.

Gentileza só é possível para pessoas de grande força. Você tem essa força, use-a. Como disse Marco Aurélio:

“Mesmo para o pior ato da pessoa mais mal-intencionada. Se você continuar mostrando bondade e der uma segunda chance, você estará gentilmente mostrando onde eles erraram.”

10. Veja de forma ampla

O imperador Marcos Aurélio escreveu a si mesmo para “pensar em todo o universo de matéria e o quão pequeno nós somos”.

A Terra, como a ciência diz, tem 4,5 bilhões de anos e não mostra sinal algum de que acabará em breve.

  • Por outro lado, nosso tempo na terra será de quanto?

Várias décadas, talvez? Considere isso da próxima vez que você se sentir importante. Você é apenas uma pessoa entre muitas, tentando fazer o seu melhor.

11. Torne-se bom agora:

“Não se comporte como se estivesse destinado a viver para sempre. Tudo que acontece depende de você. Enquanto você viver e enquanto você puder, seja bom agora.” – Marco Aurélio.

12. Concentre-se no seu interior – não julgue os outros:

“Deixe sua filosofia lidar com suas próprias falhas ao invés de ser uma maneira de reclamar dos erros dos outros”, escreveu Sêneca.

A direção adequada da filosofia é focada para dentro de nós – para nos tornarmos pessoas melhores e deixar que as pessoas façam o mesmo por si mesmas.

  • Deixe as outras pessoas com as falhas delas.

13. Você escolhe o resultado:

Epiteto disse uma vez aos seus alunos:

“Ele foi enviado para a prisão. Porém, a observação “ele sofreu” é um adendo vindo de você.”

Um evento é algo objetivo. Como nós o descrevemos – se foi injusto, uma grande calamidade ou se eles fizeram isso de propósito – está em nós, não no evento em si.

14. Seja uma força do bem:

Em sua vida, não basta simplesmente não fazer o mal. Você deve ser uma força do bem no mundo, da melhor maneira possível. Como Marco Aurélio escreveu:

“Muitas vezes a injustiça está no que você não está fazendo, e não só no que está fazendo.”

15. Ame seu destino:

“Não procure fazer com que as coisas aconteçam exatamente como você deseja. Deseje que tudo aconteça da forma como acontecerá e sua vida fluirá bem”, disse Epiteto.

Ao invés de simplesmente aceitar o que aconteceu, os estoicos aconselham a realmente apreciar o que aconteceu – seja lá o que for.

Nietzsche, muitos séculos depois, criou a expressão perfeita para capturar essa ideia: amor fati (amor ao destino).

  • Não é apenas aceitar, é amar tudo o que acontece.

16. Cuidado com suas palavras:

“É melhor tropeçar com os pés do que com a língua”, escreveu Zeno.

Você sempre poderá se levantar, mas lembre-se: o que foi dito não pode ser desfeito. Especialmente coisas cruéis e prejudiciais.

17. Faça uma mudança em seu interior:

A transformação externa — trocar de roupa, de carro, de penteado – pode ser importante, mas é superficial em relação a mudança interior.

Essa é a mudança real na qual devemos nos concentrar. Guarde o conselho de Sêneca em mente:

“Internamente, devemos ser diferentes em todos os aspectos, mas nosso vestido exterior deve se misturar com a multidão”.

18. Caminhe:

Ao longo dos tempos, filósofos, escritores, poetas e pensadores descobriram que a caminhada oferece um benefício adicional — tempo e espaço para um trabalho melhor.

Como Nietzsche diria mais tarde:

“Apenas idéias obtidas ao andar que têm algum valor”.

Ou ainda Sêneca:

“Devemos tomar caminhadas ao ar livre para que a mente possa ser alimentada e atualizada sob ar livre e a respiração profunda.”

19. Não tenha vergonha de pedir ajuda:

“Não tenha vergonha se precisar de ajuda. Você tem um dever a cumprir como um soldado no muro da batalha. E se você estiver machucado e não conseguir subir sem a ajuda de outro soldado?” – Marco Aurélio.

20. Faça seu trabalho:

Nas suas meditações, Marco Aurélio pergunta a si mesmo:“Qual é a sua vocação?” Ele então responde: “Ser uma boa pessoa”.

Os estoicos acreditavam, acima de tudo, que o nosso trabalho nesta terra é ser um bom ser humano.

  • É um dever básico, mas somos especialistas em encontrar desculpas para evitá-lo.

21. Olhe para o céu a noite:

Marco Aurélio escreveu:

“Assistir as estrelas em seus cursos e imaginar-se correndo ao lado deles”.

Olhar para a bela extensão do céu é um antídoto contra a mesquinhez e persistente preocupação terrena. É perder-se com isso sempre que possível.

22. Aproveite o dia:

“A cada dia que surge, receba-o como o melhor de todos os dias e torne-o sua própria posse. Devemos aproveitar o que vai embora.” – Sêneca.

23. Confie em si mesmo:

Em seu artigo sobre tranquilidade, Sêneca define a palavra de origem grega eutimia como:

“Acreditar em si mesmo e confiar que está no caminho certo, não ficar em dúvida com a grande quantidade de caminhos daqueles que vagam em todas as direções”.

Saiba onde você está indo, confie em você mesmo e não se distraia com os outros.

24. Lembre-se de que você morrerá:

“Que cada coisa que você faça, fale, seja ou pretenda ser seja como se você estivesse a beira da morte” – Marco Aurélio.

Não deixe que mais um dia se passe sem perceber que na realidade você morrerá em breve. Nós todos iremos. Que tal hoje parar de fingir o contrário?

25. Reveja seu dia:

Em uma carta enviada para seu irmão mais novo, Novato, Sêneca descreve um exercício benéfico de outro filósofo.

No final de cada dia, ele se perguntaria variações das seguintes questões:

  1. De qual mau hábito eu me restringi hoje?
  2. Como eu melhorei?
  3. Foram minhas ações apenas?
  4. Como posso melhorar?

Aproveite o tempo hoje e reveja o seu dia.

26. Observe os sábios:

Esse é o papel de pessoas sábias em nossas vidas – servir como modelo e inspiração.Para ressaltar nossas ideias e testar nossas presunções.

  • Quem é essa pessoa para você depende apenas de você.

Escolha alguém, observe o que eles fazem (e o que eles não fazem), e faça o seu melhor para fazer o mesmo.

27. Aperfeiçoe seu caráter:

“Esta é a marca da perfeição do caráter – viver cada dia como se fosse o seu último, sem frenesi, preguiça ou qualquer fingimento” – Marco Aurélio.

28. Você não pode ter tudo – aprenda a priorizar:

“Não ponha seu coração em tantas coisas”, disse Epiteto. Priorize.

Treine sua mente para perguntar: Eu realmente preciso disso? O que acontecerá se eu não conseguir isso?

As respostas irão ajudá-lo a relaxar e a cortar coisas desnecessárias que o fazem ocupado – ocupado demais para viver feliz e em equilíbrio.

29. Esteja preparado para ataques inesperados:

“A arte de viver é mais parecida com uma luta do que com uma dança, pois a vida exige que você esteja preparado para ataques súbitos e inesperados” – Marco Aurélio.

30. Desconstrua seu ego:

Auto engano e delírios de grandeza não são apenas comportamentos irritantes.

Ego é bem mais do que algo desagradável. Ao invés disso, é o arqui-inimigo da nossa capacidade de aprender a crescer. Como disse Epiteto:

“É impossível para uma pessoa começar a aprender o que ela acha que já sabe.”


Compartilhe com os seus amigos!

Share via
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
Send this to a friend